Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Já aqui escrevi sobre a votação que está a decorrer até ao dia 7 de Dezembro (próximo domingo) para a eleição das 7 Cidades mais Maravilhosas do Mundo em que Havana é uma das 14 finalistas, depois de indigitadas em 2012 mais de 1.200 cidades de aproximadamente 220 países, que foram sendo votadas em várias etapas até se chegar à fase final. 


Havana, que acaba de completar 500 anos desde a sua fundação, merece, como qualquer outra esta distinção, mas atendendo às vicissitudes porque o país tem passado e à excelente recuperação do seu centro histórico levada a cabo pelo Gabinete do Historiador dirigido por Eusébio Leal, é sem dúvida um bom exemplo do que se pode fazer com parcos recursos, mas com muita imaginação, muito trabalho e muito amor. 

O tremendo esforço que tem sido feito para preservar e manter a traça de edificações em ruínas transformando-as em modernas instalações destinadas gratuitamente a importantes sectores sociais como infantários, centros de dia ou lares para idosos com unidades de cuidados paliativos, para além de novos museus, galerias de arte, restaurantes temáticos ou hotéis de charme, constitui uma notável obra digna de ser apreciada e reconhecida. 

Havana, classificada como Património da Humanidade pela UNESCO desde 1982, é uma das cidades mais bonitas do mundo, com um passado que a honra, mas sobretudo com um presente em que harmoniosamente se misturam culturas e estilos arquitectónicos que chamam a atenção pela sua diversidade e contraste entre o antigo e o moderno, entre o clássico e o contemporâneo. 

Quem conheceu a cidade há alguns anos e a visita hoje, terá uma agradável surpresa ao percorrer as principais ruas e largos do seu centro histórico, onde o movimento constante e os atractivos de cada recanto despertam a atenção do visitante. 

Curiosamente Portugal está bem representado, pois muitos dos azulejos que indicam o nome das ruas foram executados no nosso país pela Fábrica de Olaria da Viúva Lamego, pelo painel representando Eça de Queiroz numa das paredes da “Casa de las Infusiones” e pela estátua de homenagem a Luís de Camões, onde recentemente tive a oportunidade de ver muitos visitantes estrangeiros pararem junto a ela ouvindo as explicações dos guias locais sobre o vulto da nossa história, enchendo-nos de orgulho pela atenção que lhe é dada e justificando plenamente a iniciativa da sua colocação num local tão nobre de Havana. 

Por todos estes motivos, votar em Havana para a eleger como uma das 7 Cidades mais Maravilhosas do Mundo é quase uma obrigação de todos os portugueses, podendo fazê-lo através da página www.new7wonders.com.

La Columna
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Por ocasião do 90.º aniversário do Comandante-em-Chefe Fidel Castro, não tive oportunidade de escrever e de lhe endere&cc...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Cumpriu-se no passado dia 26 de Julho o 68.º aniversário sobre os assaltos ao Quartel Moncada em Santiago de Cuba e ao Quartel Carlos M...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Passa exactamente a 15 de Maio, o 66.º aniversário sobre a libertação do Presídio Modelo na Isla de Pinos - actual...
Lo último
El arma no es aún
Dailene Dovale - Cimarronas.- El cuchillo reposa dentro del congelador. La amenaza se hace evidente en la voz de su esposo, Raúl: el arma está ahí por si ella se marcha de relación y de su vida. La cineasta Annia Quesada p...
Ver / Leer más
La Columna
La Revista