Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Um dos sectores mais importantes para a economia cubana é o do turismo, que continua a apresentar resultados muito positivos de ano para ano, quer no número de visitantes, quer nas receitas financeiras, fruto dos investimentos que têm sido feitos e da maior oferta nos vários pólos turísticos, a par da melhoria de qualidade e diversidade dos serviços. 


No corrente ano de 2013, de Janeiro a Outubro, já entraram no país mais de 2 milhões de visitantes provenientes na sua maioria do Canadá, Reino Unido, Alemanha, Argentina e Itália, sendo esperado que com o decorrer da temporada alta se ultrapasse a cifra dos 3 milhões até final do ano, superando-se assim os números do ano anterior.

Novos países emissores têm apostado em Cuba e já estão a chegar turistas oriundos do Brasil, China e Dinamarca em voos directos para Varadero, onde existem mais de 50 Hotéis espalhados pelos 20 quilómetros de praias de águas transparentes e de areias finas. 

Devido à falta de um voo directo os portugueses têm viajado menos para este destino, mas estima-se que em 2014 seja retomada a frequência semanal entre Lisboa e Varadero, proporcionando assim uma maior facilidade a todos aqueles que desejem conhecer um país que sabe receber bem quem o visita e onde qualquer turista pode circular livremente com total segurança. 

E não se pense que Cuba é apenas um destino de praia, pois a sua história, cultura, fauna e flora, entre outros, são atractivos mais que suficientes para uma estadia que pode agradar aos mais variados gostos e requintes. As cidades coloniais com uma arquitectura riquíssima, os campos verdejantes cultivados de cana-de-açúcar ou de tabaco, os rios e as cascatas refrescantes, a saborosa gastronomia crioula ou simplesmente as cores e os odores tão variados que se sentem a cada momento, podem constituir experiências únicas que jamais serão esquecidas. 

Mas se tudo isto é importante, nada se pode comparar a um povo alegre, hospitaleiro e amigo que está sempre pronto e solidário com o próximo, fazendo até sacrifícios pessoais para agradar e para mostrar a realidade em que vive, com dificuldades sim, mas com toda a dignidade de quem tem de lutar diariamente contra as adversidades que surgem. 

Com o aproximar de Dezembro preparam-se já os festejos para a noite de Ano Novo, onde a tradição junta família e amigos até altas horas da madrugada num fraterno convívio de partilha de desejos para os próximos 365 dias, com a esperança renovada de que sejam melhores que os anteriores.

La Columna
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Por ocasião do 90.º aniversário do Comandante-em-Chefe Fidel Castro, não tive oportunidade de escrever e de lhe endere&cc...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Cumpriu-se no passado dia 26 de Julho o 68.º aniversário sobre os assaltos ao Quartel Moncada em Santiago de Cuba e ao Quartel Carlos M...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Passa exactamente a 15 de Maio, o 66.º aniversário sobre a libertação do Presídio Modelo na Isla de Pinos - actual...
Lo último
La Columna
Alejandro, Ana y los colores de Sala Negra
Al ser humano le es propio contar historias, dar una explicación a lo que sucede, quizás por eso la antigüedad del teatro data de dos mil seiscientos años, mucho antes que las misas. La misa es también la representaci...
La Revista