Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Por ocasião do 90.º aniversário do Comandante-em-Chefe Fidel Castro, não tive oportunidade de escrever e de lhe endereçar as minhas felicitações, mas hoje, passados cinco anos em que ele continua bem vivo nos nossos corações, não posso deixar de manifestar a eterna saudade (que lo estrañamos), sentimento esse repartido pelos milhões dos seus admiradores não só em Cuba, como também espalhados por todo o mundo.


Diz-se que não existem insubstituíveis, mas existem pessoas de tão elevado valor que nos fazem muita falta, como um pai ou uma mãe, deixando-nos orfãos e com falta de rumo para a vida, com um futuro incerto e sem destino traçado. Fidel é igual a Fidel e mesmo que queiramos fazer comparações, não encontramos quem se possa assemelhar e ele, dando toda a sua vida na defesa intransigente dos princípios Martianos, à sua dedicação à causa pública e social, à soberania e independência nacional e à Revolução que sempre necessita ser melhorada e aperfeiçoada, porque nunca está acabada, tal como ele sempre afirmou.

 E a melhor homenagem que se pode fazer a Fidel é seguir os seus ensinamentos, sem desvios de qualquer espécie, compreendendo as dificuldades que a cada momento o país atravessa, ajudando a superá-las e não a agravar ainda mais os problemas que surgem do exterior com o objectivo de desestabilizar a Nação Cubana.

 Hoje, mais do que nunca, é preciso que haja unidade para ultrapassar uma pandemia que afecta a saúde e toda a economia do país, como se já não bastasse o criminoso bloqueio comercial, económico e financeiro por parte dos EEUU. E se como alguns afirmam que este bloqueio em nada prejudica Cuba, então que se acabe com ele de uma vez por todas, deixando que sejam os cubanos a decidirem dos seus destinos.

 As novas gerações saberão dar continuidade ao que se iniciou mesmo antes de Moncada em 1953 e com o Movimento 26 de Julho, porque o seu patriotismo há-de estar acima de outros interesses, estando preparados para assumirem as responsabilidades que o futuro lhes reservará.

 Viva Fidel, que sempre será um exemplo e estará sempre no nosso pensamento. 

 

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA JOSÉ MARTI
http://associacaojosemarti.blogspot.com

La Columna
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Por ocasião do 90.º aniversário do Comandante-em-Chefe Fidel Castro, não tive oportunidade de escrever e de lhe endere&cc...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Cumpriu-se no passado dia 26 de Julho o 68.º aniversário sobre os assaltos ao Quartel Moncada em Santiago de Cuba e ao Quartel Carlos M...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Passa exactamente a 15 de Maio, o 66.º aniversário sobre a libertação do Presídio Modelo na Isla de Pinos - actual...
Lo último
La Columna
7 de diciembre de 1896
Gerardo Moyá Noguera*.- Hace 126 años de la caída en combate en Punta Brava del  mayor general Antonio Maceo Grajales, quien luchó por la independencia de Cuba en la guerra de los diez años. Su fallecimiento f&...
Gastos y gestos de Cuba y EEUU
Hemos descubierto esa otra forma sutil de colonización que muchas veces subsiste y pretende subsistir al imperialismo económico, al colonialismo, y es el imperialismo cultural, … Cuanto libro se publique aquí, cuanto papel...
La Revista