Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Mais uma vez estou em Cuba onde vim acompanhar um grupo de portugueses interessados em participar na grande festa que é o 1.º de Maio, os quais, representando o país, se juntaram às centenas de milhar de cubanos que desfilaram perante o Memorial José Marti na Praça da Revolução. 


Assistir e participar na grande festa do Dia Internacional dos Trabalhadores que anualmente tem lugar em Cuba é um privilégio que alguns portugueses já tiveram oportunidade de concretizar, ficando a imensa saudade dessa jornada, única em todo o mundo, onde ao contrário de outras latitudes, todos se manifestam com alegria no apoio aos seus governantes, ao sistema social e à Revolução. 

Curiosamente, a grande maioria dos participantes enverga por tradição roupa nas cores vermelha, azul ou branca, as cores da bandeira nacional, como símbolo do seu patriotismo e amor à terra que os viu nascer, emprestando assim um colorido de conjunto que se confunde com as imensas bandeiras, tarjas e cartazes que envergam, com destaque especial para a libertação dos heróis cubanos que ainda se encontram presos nos EUA por combaterem o terrorismo. 

Como esta viagem não se poderia reduzir apenas ao desfile, foi traçado um intenso programa de carácter social onde fosse possível ficar a conhecer um pouco melhor a história e as condições reais do país, visitando para além de Havana Velha, considerada Património da Humanidade pela UNESCO e de alguns museus, uma cooperativa agrícola, um médico de família, uma policlínica e um lar de idosos, assim como também encontros num Comité de Defesa da Revolução, no Instituto Cubano de Amizade com os Povos e na Federação dos Estudantes Universitários. 

Mas uma surpresa estava reservada, quando depararam com a estátua de Camões numa praça bem cêntrica junto ao legendário Hotel Ambos Mundos, onde residiu Hemingway e a poucos metros da Casa de Infusões que recorda a presença em Cuba de Eça de Quirós. Este monumento, que passará a fazer parte do roteiro turístico, foi inaugurada no passado dia 24 de Abril pelo Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Luís Campos Ferreira, que se deslocou a Cuba em visita oficial para assinar um memorando de entendimento, com vista ao estabelecimento de consultas políticas regulares entre os dois países. 

A semana está a chegar ao fim e tal como sucedeu com outros visitantes anteriores, estes vão ficar com o desejo de voltar a Cuba, regressando a Portugal com alguma nostalgia, mas também mais enriquecidos no aspecto do conhecimento de uma realidade bem diferente daquela que a propaganda mafiosa quer fazer passar.

La Columna
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Por ocasião do 90.º aniversário do Comandante-em-Chefe Fidel Castro, não tive oportunidade de escrever e de lhe endere&cc...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Cumpriu-se no passado dia 26 de Julho o 68.º aniversário sobre os assaltos ao Quartel Moncada em Santiago de Cuba e ao Quartel Carlos M...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Passa exactamente a 15 de Maio, o 66.º aniversário sobre a libertação do Presídio Modelo na Isla de Pinos - actual...
Lo último
Patria y libertad: Con Filo
Con Filo.- De los que dicen ser patriotas y una y otra vez agreden a la nación que los vio nacer; de los que se llaman defensores de una “Cuba libre” pero no hacen más que apoyar o aprobar toda política o acto contra ...
Ver / Leer más
La Columna
La Revista